Informações sobre planos
Curitiba (41) 3340-8787
Porto Alegre (51) 3333-6000
Rio de Janeiro 4000-1987

Pequenas atitudes podem tornar sua viagem de carnaval mais protegida

Confira as dicas da Ecco Salva para ir e voltar da folia em segurança

Carnaval chegando e muita gente já deve estar contando as horas para pegar a estrada e curtir o período. Seja para cair na folia ou simplesmente aproveitar alguns dias viajando, todos devem ter em comum tomar cuidados para preservar sua saúde e sua segurança. A Ecco Salva quer contribuir neste momento pré-carnavalesco com algumas dicas valiosas, que podem salvar vidas de foliões.

Verificar estepe, macaco e cintos de segurança, checar os níveis de óleo e água e as condições dos pneus são iniciativas mais comuns adotadas pelos motoristas. Mas há boas práticas que aumentam ainda mais a segurança com a saúde de todos.

Giulianno de Souza, chefe de Enfermagem da Ecco Salva e que também atua no resgate da BR-376 há sete anos, conta que já viu todo tipo de acidente e muitas vezes assistiu pessoas ficarem incapacitadas e famílias serem desfeitas pela imprudência ao volante. “Para além da prudência e responsabilidade que devemos ter na direção de um veículo, todos são capazes de cuidar da própria segurança e de nossa família, bastando tomar algumas atitudes simples, antes mesmo que pegar a estrada”, afirma o enfermeiro.

A primeira dica é bem simples, mas muito importantes: ir ao banheiro antes de pegar a estrada: “O cinto de segurança está na direção da bexiga e uma simples batida pode pressionar a região e rompê-la. Pode ocorrer uma infecção e complicar uma situação que, a princípio, seria somente um dano no veículo”, esclarece.

Ele também destaca a importância de o motorista viajar descansado, fazendo pausas de 10 a 15 minutos a cada duas horas de viagem, e manter-se sempre hidratado (sem excesso) para não perder a concentração.

Outro ponto importante é que todos os objetos devem estar no porta-malas, assim, as pessoas não correm o risco de serem atingidas no caso de uma colisão, por exemplo. “Para se ter uma ideia do risco, a 80 quilômetros por hora um objeto aumenta em 10 vezes seu peso”, destaca Guilliano, que também é professor universitário e ressalta que só deve manter um kit de primeiros socorros a bordo quem sabe manuseá-lo. “O kit pode até atrapalhar quando usado por quem não tem esse conhecimento”, sentencia.

Mas, o que fazer se você presenciar um acidente?

Em caso de acidente, antes de qualquer coisa é preciso tentar manter a calma. Se você é o acidentado, só desça do carro se perceber que há risco de explosão ou incêndio. Caso contrário, aguarde o socorro chegar e sinalizar a via. Só aí, então, saia do carro ou, no caso de estar ferido, seja retirado dele.

Agora, se presenciar um acidente, reconheça se possui capacidade de ajudar no socorro ou não. “Se você não tem conhecimento técnico, não pare, simplesmente siga em frente e deixe o trânsito fluir. Muitas pessoas diminuem a velocidade e até param para ver e acabam causado um outro acidente. O correto é passar em velocidade de segurança e, sempre que possível, avisar ao socorro sobre a ocorrência. É importante procurar saber o telefone de socorro da via em que vai trafegar, além dos já tradicionais 192 (Samu) e 193 (Bombeiros)”, lembra Giulliano.

Cobertura Ecco Salva

Vale lembrar que, se você é cliente Ecco Salva e está na área de abrangência do seu plano, basta acionar o atendimento pelo número da Central de Comunicação. Além disso, o cliente Ecco Salva que está fora da sua cidade, pode também não ficar descoberto durante o carnaval.

Por meio do SIBEM (Sistema Integrado Brasileiro de Emergências Médicas) e do Siem (Sistema Integrado de Emergências Médicas), que são organizações que reúnem empresas de atendimento pré-hospitalar no Brasil e no exterior, os associados têm cobertura médica mesmo fora da sua cidade. Para saber sua cidade de destino tem essa cobertura, acesse sibem.com.br e http://siem.org.ar/mapa_de_coberturas/

Outras dicas para um carnaval mais seguro:

– Medicação
Se está usando remédio, leve a quantidade necessária para o período da viagem, principalmente se for medicamento controlado;

– Histórico médico
Tenha seu histórico médico e dos familiares à mão. Isso ajudará os médicos no caso de uma emergência;

– Vacina
Se for para o exterior, veja com antecedência se é exigida a vacinação contra alguma doença;

– Carteirinha do plano
Não esqueça de levar sua carteirinha e de sua família. Isso fará toda diferença para agilizar o atendimento em uma emergência;

Estas são atitudes aparentemente simples, mas que, se forem seguidas, vão ajudar muito a você e sua família.